Windowns: Resolvendo svchost.exe (netsvcs) consumindo memoria, CPU e com falhas graves

Entendo que o serviço Svchost.exe esta consumindo muita memória e CPU do seu sistema Windows 10. Sugiro que siga os passos para solucionar este processo:

Passo 1: Parar o serviço do Windows Update.

Clique com a tecla do “Windows + X”.

Selecione “Prompt de comando como administrador”.

Na tela do Prompt de Comando insira cada comando individualmente e depois aperte  “Enter”.

  • NET STOP WUAUSERV
  • NET STOP BITS
  • NET STOP CRYPTSVC
  • NET STOP TRUSTEDINSTALLER

Todos devem ser apresentados que foram parados com êxito. Após esse processo reinicie o computador e teste novamente.

Passo 2: Desabilite todos os programas de terceiros, ou seja, uma Inicialização limpa, para verificar se algum dos programas instalados em seu computador possa estar provocando esse comportamento.

Por favor, pressione as teclas simultaneamente “Windows+R” e será aberto o “Executar”.

Digite no campo em branco a sigla que está dentro das aspas e sem as aspas.

Agora digite no campo em branco “MSCONFIG” e clique em “Ok”.

Vá até a guia “Serviços” e clique na caixa que está no canto esquerdo abaixo “Ocultar todos os serviços Microsoft” depois clique no botão “Desativar tudo” agora clique em “Aplicar”.

Lembrando se houver algum, driver de rede ativo do wifi, deixar marcá-lo novamente.

Agora por favor, vá até a guia “Inicialização de Programas” e clique no botão “Desativar tudo”.

Clique em “Ok” será solicitado o reinicio do computador confirme a solicitação clicando em “Reiniciar”.

Ao iniciar o computador e verifique se a falha ainda ocorre.

Passo 3: Comandos de reparo no sistema, para corrigir falhas de dlls durante a atualização e a recuperação da imagem do sistema.

  1. Pressione as teclas Windows+X;
  2. Selecione a opção Prompt de Comando (Admin);
  3. Dentro do prompt de comando, digite sfc /scannow;
  4. Espere até o fim do processo, faça o teste novamente.

Passo 4: Criar uma nova conta de usuário para verificar se o perfil de usuário não esta corrompido.

  1. Pressione as teclas Windows;
  2. Digite CMD e clique com o botão direito do mouse em executar como administrador.
  3. No Prompt de Comando digite as seguintes linhas:

net user teste /add (enter)

net localgroup administradores teste /add (enter)

Faça logoff e entre com a conta teste. Verifique se nesse novo perfil consegue utilizar normalmente.

Caso necessite, segue abaixo um link com mais opções de ajuda:

http://answers.microsoft.com/pt-br/windows/forum/windows_10-networking/processo-de-host-para-tarefas-do-windows/08de8aca-c87e-4d55-b520-be0dafb2812f

Se esta informação foi útil, por favor, marque como resposta, caso a sua dúvida não tenha sido solucionada, por favor, poste novamente.

Google Public DNS

Bom galera, para aqueles que já conhecem o serviço pode parecer um post inútil, mas para os que não conhecem, terão a oportunidade de conhecer e se espantar assim como eu, de como a navegação pode mudar tanto.

Sei que o serviço já foi lançado ha algum tempo, mas como eu ainda não havia testado e como obtive um resultado positivo, deixo a dica para quem ainda não viu.

A google vem trabalhando para aumentar a velocidade de navegação da web , está desenvolvendo um linguagem de programação própria desde o ano passado e lançou um serviço de dns publico (dns e como se fosse um agenda de telefone que é conferida toda vez que um site é acessado) para quem quer aumentar a velocidade de navegação.
Para usar o serviço basta entrar no site http://code.google.com/intl/pt-BR/speed/public-dns/docs/using.html e modificar algumas configurações de endereço IP do seu computador. Lembre-se de copiar os endereços atuais no caso de querer voltar as configurações.

Quais as vantagens de usar o DNS publico do google?
Melhora na sua experiência de navegação
Aumento na sua segurança
Menos privacidade

Os 2 primeiros motivos são citados no site deles, mas o terceiro motivo foi colocado como bônus. Pense bem, se o Google é uma empresa que vive de informação, quando se tem uma ferramenta como um DNS publico em que as pessoas vão se conectar de graça para poder resolver suas requisições web, você estará dando muito mais informações a eles do que eles precisam. Acho que dificilmente esses dados dos servidores DNS não serão usados pela empresa.

Não estou dizendo que o novo serviço é bom ou ruim, ou que você deve abandona-lo pois irá diminuir sua privacidade ou algo do tipo. Antes de mais nada, lembre que você não tem privacidade nenhuma na internet. A única questão sobre esse ponto é se você é importante o suficiente para se ter o trabalho de violar sua privacidade ou não.

Fico imaginando como eles vão usar esse mundo de informações para alimentar ainda mais a base de busca deles, traçar perfis de navegação e por ai vai. Você consegue imaginar quais usos para essas informações que o Google vai coletar?

SocialDNS – Domínios Gratuitos com protocolo go://

SocialDNS permite o registo gratuito de um domínio em qualquer língua utilizando o protocolo go:// e associar a este informação como tags ou geo-localização.

Para utilizar o protocolo go:// é necessário instalar os plug-ins que atualmente estão disponíveis para o Firefox e para o Internet Explorer e desta forma aceder aos cerca de 2530 domínios já criados neste projeto.

Poderá por exemplo entrar no meu site através do go://devanirsilva. Caso seja webmaster, poderá também criar os seus próprios domínios gratuitamente e inclusive sub-domínios como go://blog.devanirsilva que direciona para o meu blog.

Poderá ler mais informações, criar os seus próprios domínios, utilizar as APIs e obter o software opensource para criar um servidor socialdns no site oficial do projeto (clicando aqui).

Tá esperando o que? Seja o primeiro de seus amigos a curtir isso.

Apagar o Histórico do Google

Apague todo o seu histórico do Google antes da nova política de privacidade entrar em vigor

A nova – e muito criticada – política de privacidade do Google entra em vigor em 1 de março.  Muitos estão preocupados com o monitoramento da gigante das buscas sobre nossas atividades na web.

Para quem não sabe, todo o seu histórico nos sites do Google serão misturados e compartilhados entre todos os produtos que você usa da empresa, como YouTube e Google+. Isso significa que uma busca pelo nosso nome poderá revelar muito mais sobre nós: o que gostamos ou não, informações de saúde, religião, tendências, preferências sexuais, idade, entre outras.

Mas, para quem não deseja ter sua privacidade, em tese, invadida, abaixo vai um rápido tutorial de como você pode remover seu histórico da web e impedir que outros dados sejam armazenados pelo Google no futuro.

1°    Acesse o site https://www.google.com/history e digite seu login e senha.
Após estar logado, você visualizará as novas políticas de privacidade da empresa. Na página seguinte, se o seu histórico da internet estiver habilitado, você verá uma lista de pesquisa com os links mais recentes e outros sites visitados.

2°   No topo da página, clique na “engrenagem e em seguida em “Remover itens” e escolha a opção “Des do começo“, e pronto.
Todos os seus dados de pesquisa até então guardados pelo Google serão removidos.
Caso queira armazenar essas informações novamente, basta seguir o mesmo caminho e clicar no botão azul “Retornar“, também no topo da página.

Vale lembrar que, se você possui mais de uma conta no Google, terá de repetir o processo para cada uma delas.

Redefinir Senha do Windows Usando um Live CD do Linux

Bom galera, quem nunca precissou acessar um computador onde o mesmo possuia uma senha e que você não tinha sequer a noção de qual senha era essa.

Pois é, abaixo deixo uma dica super importante e que com certeza vai ajudar muita gente um dia, que ensina como redefinir ou remover a senha de determinado usuário.

1º Dê um boot com um live CD do Linux (Ubuntu, Kurumin, Fedora etc). Abra o terminal e entre no modo de super usuário.
$ sudo su
Crie um diretório em /mnt: (caso ainda o volume não esteja montado)
# mkdir /mnt/windows

2º Monte o hd com o sistema windows:
# mount -t ntfs-3g /dev/sd1 /mnt/windows -o force (para hd sata)
# mount -t ntfs-3g /dev/hd1 /mnt/windows -o force (se seu hd for IDE)

3º Com a partição montada, navegue até a pasta c:\windows\system32 e renomeie o arquivo sethc.exe (ex: sethc.old). Copie o arquivo cmd.exe (que está na mesma pasta) e cole especial com o nome de sethc.exe.

4° Reinicie o micro no Windows XP ou Vista.

5° Na tela de logon pressione 5 vezes a tecla shift da esquerda. Aparecerá uma janela do DOS, digite: CONTROL USERPASSWORDS2 e em seguida altere ou deixe em branco a senha do usuário que você desejar.

Pronto, basta efetuar logon com o usuário e senha escolhido.

Windowns: Como Remover Atributo de Arquivos Ocultos Infectados por Vírus

Bom pessoal, aqui vai uma dica para as pessoas que tiveram a infelicidade de terem seus pendrives infectados por vírus, onde os mesmos acabam bloqueando seus arquivos e os impedindo de serem removidos, pois muitas vezes tais arquivos são bloqueados e ocultados pelos vírus.

Para retirar então esta praga é necessário a execução de um comando básico do DOS, que irá dizer ao computador, para não ocultar nem bloquear mais estes arquivos, e possibilite assim sua remoção fácilmente.

Com este comando você conseguirá não só revelar o autorun.inf, assim como qualquer arquivo que esteja escondido no pen-drive de alguma forma, possibilitando até uma remoção manual do mesmo.

A maioria dos vírus atuais, simplesmente marcam algumas opções para eles, como dizer que eles são arquivos do sistema e ocultos, impossibilitando assim a sua visão nos computadores, principalmente em computadores que já estejam infectados, não possibilitando a troca da visualização nas opções de pasta.

Você terá que digitar o comando a seguir no prompt de comando:

X: (onde x: é a unidade onde seu pendrive está conectado.)

attrib -s -h -a -r /S /D *.*

Caso o comando retorne a mensagem : “Arquivo *.* não encontrado”, isso quer dizer provavelmente, que existem worms no seu computador que estão bloqueando o comando. Neste caso não há o que fazer, a não ser formatar ou tentar desinfectar seu computador, para liberar o comando.

Entender o comando é bem fácil. O que ele faz é pegar todos os arquivos presentes na unidade em questão, e retirar deles os atributos que deixam eles escondidos, e protegidos como: oculto, somente leitura, arquivo do sistema, leitura-gravação, e aplicá-los para todos os arquivos de subpasta, e também aplicar a todas as pastas presentes.

Desta maneira nenhum arquivo conseguirá escapar do comando, te dando a possibilidade agora de excluir os arquivos que são maliciosos.